Artigos Filmes

O Quarteto Fantástico Ingressará no MCU?

Conheça a sua trajetória e saiba como os 4 Fantásticos podem ser carro-chefe da próxima “fase” da Marvel nos cinemas

Recentemente, o boss da Marvel Studios, Kevin Feige, nos surpreendeu ao declarar o possível fim das “fases” do Universo Cinematográfico do estúdio. Atualmente, o MCU se encontra na sua terceira fase. Segundo Feige, após Vingadores 4, não há perspectiva de “fase 4” e sim de algo completamente novo.

O que podemos especular sem dúvidas é que haverá sim novos personagens no MCU. Será que veremos heróis das séries fazendo participações nas grandes produções? Torcemos que sim. Ver Peter Parker e Matt Murdock juntos nas telonas… Sem palavras. Mas isso daria pauta para um outro artigo. Nosso foco aqui são eles:

O Quarteto Fantástico nasceu na década de 60, mais precisamente em 1961 como criações de duas lendas do mundo dos quadrinhos, Stan Lee e Jack Kirby. O curioso é que a família super poderosa surgiu como uma inspiração da Marvel, na época Timely Comics, ao sucesso da Liga da Justiça. E não era pra menos, os 4 Fantásticos foram um grande sucesso e um divisor de águas para a editora.

Reed Richards e companhia surgiram em live-action pela primeira vez no ano de 1994 em uma produção feita pelo cineastra Roger Corman, grande conhecido do cinema baixo-custo americano. Mas felizmente o filme nunca chegou a ser lançado. Sim, “felizmente”, já que o filme beira o ridículo. Apesar de nunca lançado, o filme pode ser facilmente encontrado na internet.

A partir daí, desde 1995, a FOX, em parceria com a Constantin Films (produtora do primeiro filme) anunciavam que outro filme estaria por vir. Depois de tantas trocas de contratados para a produção e roteiro do filme, após 10 anos, em 2005, era lançado Fantastic Four nos Cinemas. Apesar do índice não tão positivo das críticas, o filme recebeu uma sequência em 2007 sob o título de Fantastic Four: Rise of the Silver Surfer. Novamente com críticas mistas, mas com bilheteria ainda menor que o seu antecessor, não houve uma outra sequência.

8 anos depois, em 2015, com o sucesso da Marvel Studios nos cinemas, os mesmos estúdios produtores dos primeiros filmes dos Fantásticos resolveram lançar um reboot do grupo de heróis e… Foi um grande fiasco. Em meio a brigas entre o diretor Josh Trank e o estúdio da FOX, mudanças no roteiro e refilmagens, o filme arrecadou pouco menos de US$ 168 milhões, sendo que sua produção custou US$ 120 mi. Sem falar nas críticas extremamente negativas.

Mas há sim pontos positivos. O MCU, Universo Cinematográfico da Marvel, possivelmente encerrará a formação atual dos Vingadores com o quarto filme homônimo do grupo em 2019. Vem aí uma nova era no MCU protagonizada pelo Pantera Negra, Capitã Marvel, Dr Estranho, Homem Aranha e Homem Formiga. Pelo menos esses são nomes que têm filmes solo confirmados e sequências. E dentre esses nomes, há o caso do Homem Aranha, que após um reboot que não deu certo, a Sony Pictures (detentora dos direitos do Aranha) negociou a entrada do mesmo no Universo dos longa-metragens da Marvel Studios.

“Reboot que não deu certo”. Caso semelhante ao nosso querido Quarteto, não é? E após as primeiras imagens do Teioso na produção de Guerra Civil (2016), os fãs se convenceram de que uma negociação é mais que possível e começaram as teorias de que teríamos os quatro de volta.

Recentemente Feige declarou que o estúdio “não tem planos para a vinda do Quarteto”, mas… Foi anunciado na San Diego Comic-Con 2017 que os Skrulls serão introduzidos no filme solo da Capitã Marvel em 2019. E os Skrulls, seres extraterrestres transmorfos, são originalmente ligados ao Quarteto Fantástico!

Curioso, não é? Segundo um tweet em 2016 de James Gunn, diretor e roteirista de Guardiões da Galáxia, a FOX possui direitos sobre alguns tipos de Skrulls, enquanto que quando se trata de todos, os direitos são divididos. O que não deixa de ser estranho.

E ainda tem mais. Segundo contrato dos direitos dos heróis nas telonas, se a produtora não realizar nenhuma produção com os heróis até 2022, os direitos voltam para a Marvel, forçando uma inevitável negociação. Entretanto, mesmo após o fiasco do último filme, FOX e Constantin Films afirmam continuação. Mas convenhamos… Seria um tiro no próprio pé.

ATENÇÃO! Spoiler de Homem Aranha: De Volta ao Lar no parágrafo abaixo

Essa novela está longe de acabar. Tudo indica que a FOX deve “sentar” nos seus direitos de imagem sobre o Quarteto e tentar esquecer o fracasso do longa de 2015. Para apimentar ainda mais o desejo dos fãs, em Homem Aranha: De Volta ao Lar (2017), a Torre Stark foi vendida. Sim, quem viu o filme lembra da memorável cena da mudança. E essa venda da Torre Stark fica totalmente no ar, Torre essa que poderia facilmente ser o Edifício Baxter, a sede dos 4 Fantásticos.

Num universo no qual Pantera Negra, Homem Aranha e os Skrulls estão presentes é maravilhoso pensar na quantidade de histórias que poderiam ser adaptadas, mantendo o MCU no auge com o Coisa, Sr Fantástico, Mulher Invisível e Tocha Humana inseridos nos longas. Não que a Marvel Studios precise do Quarteto. O estúdio já provou que pode ter sucesso com quaisquer personagens. Mas não custa nada sonhar, amigo nerd… Não custa nada.

João Queiroz
Estudante de engenharia, mas que adora fazer uma arte. Fã inerente de heróis e Star Wars.