Críticas Filmes

Crítica | A Múmia

Um bom retorno ao mundo de monstros da Universal.

Com uma franquia já quase esquecida, “A Múmia”, veio para resgatar o universo de monstros que a Universal se propôs a inserir novamente nos seus filmes, monstros esses, que nos anos 20 e 30 eram bastantes conhecidos, como por exemplo: “O Corcunda de Notre Dame” e “Drácula”.

O filme remake que é estrelado por Tom Cruise, não é o “melhor filme do ano” e não vai ser lembrado por todas as gerações futuras, mas, é um filme que vale a pena a ida ao cinema e às duas horas gastas o assistindo.

No longa, Tom Cruise interpreta Nick que é um soltado do exército, que tem o trabalho extra de escavar tumbas, em uma dessas ele acaba liberando o espírito do mal da Princesa Ahmanet. Bem, uma premissa simples, mas que prende o espectador com cenas muito boas de ação e alguns leves sustos.

Os erros do filme está em querer ser algo maior do que ele pode proporcionar seja desde dos  seus personagens que ganham “poderes” meio que de uma hora para outra  na trama, ou até mesmo em querer trazer diversos gêneros  ao mesmo tempo: como o terror, o romance, a comédia e a ação, sendo apenas excelentes na suas cenas de ação e falhando em algumas partes nos outros gêneros, como o de comédia, por exemplo, deixando nítido que Cruise ainda é um pouco falho com seus timer de piadas.

Enfim, apesar de tais falhas e também erros históricos gritantes, o filme cai bem em uma tarde de domingo, mas vá sem total pretensão de ser um filme maravilhoso e marcante porque apesar de todas as qualidades observadas, o longa tem que ser menos despretensioso para ser assistido.

Aproveite que o filme “A Múmia” ainda está em cartaz nos principais cinemas.

Camila Cabral
Estudante de Jornalismo, apaixonada por tudo que envolve o misticismo, cinema e música.