Artigos Reviews Séries e TV

Caótico, sombrio e sanguinário: Castlevania, enfim, na Netflix 

A jornada do último filho Belmont ganha sua primeira temporada

Castlevania é uma das mais famosas franquias da Konami e está eternizada na cultura pop mundial. Aumentando o universo dessa franquia, essa saga ganhou uma versão em anime pela Netflix. Todos os quatro episódios da primeira temporada de Castlevania ficaram disponíveis no dia sete de julho no serviço de streaming supracitado.

A série foi dirigida por Sam Deats e animada pela Frederator Studios e Powerhouse Animation Studios. Além do mais, Castlevania teve duas feras participando de sua produção executiva: Warren Ellis e Adi Shankar. O primeiro é um aclamado roteirista de quadrinhos e é conhecido pela sua sagacidade cruel, que em Castlevania pode ser observada pela mentalidade desesperadora dos habitantes de Valáquia. Não obstante, o caráter violento e realista da série tem um dedo de Adi Shankar, conhecido pela adaptação caótica do juiz Dredd. Por fim, esses dois figurões conseguiram imprimir o contexto barroco de Valáquia: uma nação controlada pela Igreja que propaga o medo ao sobrenatural, o que culminou no pretexto para a invasão do exército de Drácula: o assassinato de sua esposa, Lisa Tepes.

Lisa Tepes procura no ano de 1455 o lendário vampiro com o intuito de aprender com o imortal os conhecimentos necessários para ser uma médica, visto que Vlad Drácula Tepes detém um conhecimento tecnológico avançado para sua época. O jeito ousado e desafiador de Lisa acaba conquistando o coração morto do sugador de sangue. Contudo,  a mesma acaba sendo condenada à fogueira pelos seus conhecimentos médicos avançados, estes sendo atrelados equivocadamente como bruxaria pelo Bispo, um dos antagonistas da primeira temporada. O assassinato injusto da médica leva Drácula a liberar hordas de demônios sobre a Terra. No meio desse caos surge a figura de Trevor Belmont, o último filho da família Belmot. Sua família fora excomungada e perseguida pela Igreja sobre a falsa acusação de usar forças negras na milenária cruzada contra as entidades do mal. Trevor mostra-se como uma beberrão e sem objetivo de vida, sendo este recuperado após os encontros do mesmo com Sypha Belnades e Alucard. A primeira é uma oradora usuária de magia e o segundo: filho de Drácula com Lisa, que movido pelo amor a sua mãe se une ao Belmont e a oradora na jornada contra Drácula.

Essa jornada terá continuidade em uma segunda temporada. Não obstante. as belíssimas cenas de ação, o traço excelente da animação e o tema de abertura somam-se também como elementos que levaram a Netflix a confirmar a segunda temporada no mesmo dia de lançamento da série. Outrossim, a dublagem está excelente (o que inclui a dublagem brasileira!).

Castlevania tem sua segunda temporada prevista para 2018 pela Netflix.

Ângelo Valentin
Um poeta se aventurando como crítico de cinema!